Search

THE JOKER - O CORINGA

Updated: Jan 28, 2021

Ao longo dos quase 80 anos desde sua primeira aparição na HQ Batman #1

publicada na primavera de 1940, o Coringa conseguiu consolidar-se como

um dos maiores símbolos da cultura pop. Seu visual e aparência icônica,

cabelo verde, maquiagem branca, batom vermelho, terno roxo e o

inigualável sorriso amedrontador, marcaram de fato sua estréia não só

nas revistas em quadrinhos, como também sua primeira grande aparição

nas telinhas por meio da série de televisão “Batman” dos anos 1960.




O responsável por dar vida ao maior inimigo do homem morcego foi o

caricato ator Cesar Romero que no ano de 1966 pode nos presentear com

uma cômica e ao mesmo tempo brilhante interpretação do palhaço do

crime. Seus trejeitos e artimanhas caíram no gosto do povo que logo o

adotou mais como um palhaço nada ortodoxo (com brincadeiras de muito

mau gosto) do que como um vilão propriamente dito.


Em 1989 estreava o longa “Batman” que nos mostrou de fato o porquê de

o Coringa ser o maior inimigo do herói. Dessa vez foi o ator Jack Nicholson

o responsável por dar vida ao personagem, nos mostrando outro lado do

vilão, um ex-membro de gang que ao sofrer um acidente caindo em um

tonel de produtos químicos perdeu o pouco de sanidade que tinha e este

o atribuiu o tom de pele pálido juntamente ao cabelo esverdeado.




Essa versão não estava para brincadeira, o Coringa de Jack Nicholson

flertava com a criminalidade da cidade de Gotham e aterrorizava sua

população ao passo que caçava o Homem-morcego.




Desde então o Coringa só teve a crescer, sua popularidade foi tamanha

que em 2008, no segundo filme da aclamada triologia do diretor

Christopher Nolan, “Batman: o cavaleiro das trevas”, Heath Ledger

marcou sua carreira no cinema e mudou o curso dos filmes de super-

heróis atribuindo um lado aterrorizante do Palhaço do Crime. Pode-se

dizer que a linha “Why so serious?” dita pelo Coringa de Ledger é uma das

mais memoráveis falas do cinema. Não tem como não associá-la com o

vilão.


E então finalmente chegamos a Joaquin Phoenix...





Após a triste perda de Heath Ledger ficaram dúvidas sobre o futuro do

personagem nos cinemas, como alguém poderia corresponder ao legado

do ator.


Em 2016 no filme “Esquadrão Suicida” o cantor e ator Jared Leto

incorporou o personagem em uma pequena aparição no longa. Sua

atuação e impressão do personagem ecoaram de forma duvidosa não só

aos fãs de filmes de super-heróis, mas principalmente aos fãs de

quadrinhos que não conseguiram identificar nenhuma característica do

visual do vilão com HQs, além do roteiro um tanto quanto superficial que

conferiram falas simples demais a um vilão de peso enorme.



Mas voltando a Joaquin Phoenix, em 2019 foi ao ar em todos os cinemas

do mundo o filme dirigido pelo diretor Todd Phillips, Coringa – “Joker” no

título original. Um verdadeiro sucesso ao redor do globo. O Coringa de

Joaquin Phoenix mostrava um lado mais “humano” do grande rival do

Batman, uma vez que deixa-se implícito que qualquer um pode beirar a

insanidade quando expostos a uma sociedade doente.





O show de interpretação dado por Phoenix acompanhado da marcante

trilha sonora que conversa com cada fase do personagem só poderia

resultar em uma coisa: Oscar. Na noite do dia 9 de domingo de 2020 o

filme levou pra casa as estatuetas de melhor ator e melhor trilha sonora.

Ainda que haja a discussão sobre quem foi o melhor Coringa, o consenso

diz que todos marcaram suas eras e que o vilão está enraizado como

marco da cultura pop.




O Coringa é famoso for ter as melhores falas dos filmes, você concorda?


Conta para nós aí nos comentários, o que você acha do Joker?




Tel.: (13) 3225-7373

Whatsapp.: (13) 99748-3960

Av. Bernardino de Campos, 442 - Vila Belmiro, Santos.