Search

Por que a Rainha Elizabeth II assinava seu nome como “Elizabeth R”?

Descubra neste post o significado do “R” ao final da assinatura.



De acordo com a historiadora real Marlene Koenig na Harper's Bazaar, os monarcas sempre assinam seus nomes dessa maneira em documentos formais. "Ele designa a autoridade do soberano", disse ela. "Você encontrará o uso de 'R' desde Henry I."


Os monarcas europeus assinam seus nomes dessa maneira há séculos. Em 1795, o rei George III afixou "George R" a um decreto autorizando os mercenários hessianos a suprimir a revolta dos colonos no que hoje são os Estados Unidos. A rainha Elizabeth I declarou a Inglaterra uma nação protestante e ela também assinou o decreto com "Elizabeth R."


O manual do sinal real pode transformar um projeto de lei em lei, conceder autorização real a uma diretiva ou até mesmo simplesmente verificar um anúncio como uma liberação oficial do Palácio de Buckingham. Na era moderna, a monarquia britânica é mais uma instituição de simbolismo cultural do que um órgão regulador, mas a rainha ainda assina documentos incluindo decretos de aprovação real para o Parlamento e, é claro, em suas postagens no Instagram sobre os Jogos Paralímpicos de 2021.


Agora, você gosta de ursos?


gif

Paddington Bear é um personagem criado pelo autor Michael Bond. Ele apareceu pela primeira vez no livro infantil de 1958, A Bear Called Paddington. Bond era três meses mais velho que a rainha e faleceu em 2017, aos 91 anos. Nos últimos anos, o personagem de Bond ganhou um novo patamar de popularidade com o lançamento dos filmes Paddington (2014) e Paddington 2 (2017).


Paddington Bear é do Peru e foi adotado por uma família britânica, e o personagem sempre esteve ligado ao Reino Unido. Em 1986, Bond escreveu o livro Paddington at the Palace, no qual o Urso Paddington visita o Palácio de Buckingham, onde afirma ter visto a rainha Elizabeth II na janela.


Que tal curtir esse vídeo incrível?

Vamos praticar o nosso listening: